Todos os post de Isabela Schlup

Médica de formação, apaixonada por minha área, consumista de mão cheia, Tagarela desde sempre... trago aqui um pouco minhas outras grandes paixões.
IMG_5280

Latam VIP Lounge GIG – Plaza Premium Lounge

Sei que ainda estou devendo post  de Curaçao, Hong Kong e Singapura… mas como a correria diária não me deixou finalizar e baixar as fotos para o site vou “burlar” a sequência e fazer um relato breve de mais uma VIP. E ao vivo

Aqui no Galeão a Latam está utilizando uma sala vip terceirizada, a do Plaza Premium Lounge. Fato que não diminuiu a qualidade dos serviços oferecidos de maneira nenhuma !

A sala fica na ala internacional , terceiro andar, acessível por escadas rolantes e elevadores. Com a ampliação do aeroporto ficou tudo muito bem sinalizado e orientado.

A sala é bem grande e tem vários ambientes diferentes. Tem vista tanto para a pista quanto para a parte interna do aeroporto. Possui salas de reunião, bar, buffets, chuveiros e vários tipos de mesas com opções até para quem está sozinho ou quem quer trabalhar. Sempre com tomadas a disposição!

Buffet e bar:

Banheiros:

Um dos destaques que achei perfeito para caracterizar o local, foi o carpete feito como as calçadas do Rio! Lindo!

Ah, a internet é gratuita como em todos os lounges porém merece destaque pela velocidade de dados!

IMG_7211

OUTRIGGER MAURITIUS BEACH RESORT

Nosso hotel está localizado na parte sul da ilha, na região onde ainda há pouca exploração comercial. Os resorts situam-se ao longo desta costa mantendo seus isolamentos.

IMG_7011
Nossa mar cristalino

A estrutura do resort é fantástica. E oferece diárias com café da manhã, meia pensão ou all inclusive. Nós optamos pela diária com café da manhã. São servidas 2 águas por dia no quarto e pode ser solicitada quando quiser sem custo. As atividades aquáticas não motorizadas também são cortesia, como caiaque, kaitesurt,etc e também são oferecidos passeios para snorkle e em um barco com fundo de vidro para apreciar os corais.

IMG_7096
Prédio principal do hotel

IMG_1705

O hotel divide as áreas onde ficam famílias com crianças ou somente casais. Achei bem interessante pois faz com que o local se torne extremamente tranquilo.

Cabana na piscina
Cabana na piscina

 

Praia em frente ao nosso quarto
Praia em frente ao nosso quarto

Nosso quarto foi a Beachfront Junior Suite, que era simplesmente lindo e enorme (78m²). Dividido em closet, quarto, sala, sacada e dois banheiros, sendo um com a Jacuzzi com vista total do mar.

 

Vista da banheira
Vista da banheira

 

Em nosso tipo de acomodação estava incluído o acesso ao Club Executive Lounge. Que oferece café da manhã a la carte, chá da tarde, e happy hour. E ao longo do diua acesso a uma piscina privativa com drinks a disposição.

 

Café no lounge
Café no lounge

Acho que nem preciso dizer que repetiríamos com certeza!

Pôr do sol de tirar o fôlego
Pôr do sol de tirar o fôlego
DCIM100GOPRO

Ilhas Maurício

Acho que vale contar alguns fatos e dados gerais das Ilhas Maurício antes mesmo de mostrar como foi nossa viagem.

 

Vista na chegada
Vista na chegada

A começar pelo nome: Maurícia, Maurício, República de Maurício ou República da Maurícia.

O país é conhecido com “a pérola do Oceano Índico” . O país tem uma imagem aérea  isolada no meio das águas azuis turquesa, que mudam de tom no contorno do litoral.

Para chegar a ilha existem vários pontos de partida por vários países, mas o que possui mais vôos e praticidade é chegar pela África. Nós fomos de São Paulo à Johannesburg  com a South African, vôo direto de mais ou menos 9 horas. Passeamos por lá e de Johannesburg até Ilhas Maurício com a Air Mauritius, um vôo de aproximadamente 5 horas.

 

A colonização sofreu influências francesa e inglesa. Tanto que ainda temos os carros dirigindo como na Inglaterra… As línguas principais são o francês e inglês e entre a população muito crioulo de Maurício.

 

IMG_7125

A população tem muitos indianos, bem como europeus e africanos. A moeda chama-se Rúpia Mauriciana e estava na proporção de 1 Rs (rúpia mauriciana)= R$0,09 quando fomos.  A renda vem  principalmente do açúcar, seguida pela exportação de chá, indústria têxtil e pelo turismo. Mas vemos ainda muitas produções como a de baunilha e Rum.

Baunilhas no passeio
Baunilhas no passeio

A capital chama-se Port Louis e fica na parte norte da ilha.  Sendo que a capital é uma cidade grande como em qualquer país, com universidade, bancos, shoppings.. além de abrigar o porto.

Mercado municipal lindo
Mercado municipal lindo

O clima local é tropical e o país é banhado pelo Oceano Índico, mas protegido pela terceira maior barreira de corais do mundo. O que faz com que a beleza marinha seja inédita e preservada. E o melhor é que você nem precisa ser um mergulhador para apreciar estas belezas!

 

By  Julian Knaesel
By Julian Knaesel
Foto do Julian Knaesel do fundo do mar
Foto do Julian Knaesel do fundo do mar

 

Para completar este cenário paradisíaco, com certeza a escolha do hotel faz uma grande diferença. Não foi a parte mais simples da viagem decidir onde ficar, a começar porque tínhamos que escolher o lado da ilha onde gostaríamos de nos hospedar.

Por fim fomos seduzidos pela paisagem inicial que me fazia sonhar com o país e escolhemos a parte mais ao sul, Bel Ombre! Ah, que região !!!Nós escolhemos o Outrigger Mauritius, um resort com rede de hotéis, que possui propriedades no Hawaii, Puhket,etc.

Vista da nossa sacada
Vista da nossa sacada

Não há o que dizer sobre o cenário dali que faça jus a beleza verdadeira… Então melhor dar uma olhadinha nas fotos do próximo post! leia mais

 

Praia no hotel
Praia no hotel

 

 

Calçadão da Villa Comunale

Sorrento

Nosso útimo destino antes de voltar foi Sorrento.

A cidade já possui um porte maior, com mais opções na área comercial e em toda estrutura. Mesmo assim ela não perde seu charme.

Nós ficamos hospedados bem na região central, próximo à Piazza Tasso. Dali fizemos tudo a pé. Esta é uma escolha bem pessoal,pois se a pessoa quiser ficar como base em Sorrento indicaria um hotel mais na beira do penhasco, região da Marina. Como a cidade é uma cidade alta, uma das cidades-penhasco da região, há muitos hotéis que ficam nestas encostas altas, o que torna difícil sair a pé até a região central.

Piazza Tasso
Piazza Tasso

 

O centro da cidade possui bastante lojinhas desde as tradicionais com roupas e acessórios até as de artesanatos e produtos locais, sendo a mais movimentada a Corso Italia. Sem contar os restaurantes… Come-se muito bem! Por sinal não perca a oportunidade d provar o prato típico de lá, o Gnocchi alla sorrentina!

Gnocchi alla sorrentina que comi no In Bufalito
Gnocchi alla sorrentina que comi no In Bufalito

A Villa Comunale é uma espécie de calçadão que margeia o penhasco em que a cidade está incrustada.  Ao longo dela todos param para admirar e fotografar as lindas vistas do mar e de Nápoles e do Vesuvio.

Calçadão da Villa Comunale
Calçadão da Villa Comunale

A partir da Villa Comunale há uma escadaria que acessa a Marina Piccola e a praia. Nós chegamos a descer para curtir a vista, mas a volta fizemos pelo elevador. Isto mesmo, há um elevador que liga estas extremidades. Ele é pago e pode-se pagar por viagem e há outras opções de cartões com mais viagens para quem fica hospedado na região e tem que usar mais vezes o serviço.

Bom, a praia não é bem praia por lá… São minúsculos espaços de cascalho com acesso à água. E há também as decks de madeira que são de beach clubs ou hotéis que colocam espreguiçadeiras e fazem o serviço de praia.

Marina Piccola
Marina Piccola

Mas com certeza à vista da cidade é o ponto alto. De onde você quiser tirar uma foto ou simplesmente curtir a vista, é sempre de tirar o fôlego.

 

Vista da Marina Piccola caminhando pela Villa Comunale
Vista da Marina Piccola caminhando pela Villa Comunale

image

img_4104

Gruta Azul – Capri

A famosa Grotta Azzurra é um destino mágico.

As cores das águas que atraem tantos turistas realmente merece toda a fama conquistada.

Para conhecê-la fomos de Positano até Capri (com o Ferry) e logo ali na chegada na marina já compramos um passeio de barco que dá a volta a ilha levando até a Grotta. Na verdade a Gruta fica em Anacapri, então ela poderia ser acessada também por ônibus deste lado da ilha.

Selfie no barco de saída
Selfie no barco de saída

O barco que leva até próximo a entrada ainda é uma lancha de tamanho normal motorizada e ao chegarmos na entrada da Grotta é necessário fazer a troca para uma canoa a remo devido a minúscula entrada entre as pedras.

Pequena entrada da Gruta
Pequena entrada da Gruta

Ao chegar nesta região há barcos vendendo as entradas para gruta e são eles que organizam a transferência das pessoas do barco maior para o menor. Onde aí somos orientados a nos deitar, com as costas e cabeça bem abaixados para passar pela entrada.

Nós no barco para entrar na Gruta
Nós no barco para entrar na Gruta

Uma vez lá dentro nosso marinheiro, ou melhor um gondoleiro, canta e conta a história da Gruta.

Nós já na Grotta Azzurra
Nós já na Grotta Azzurra

As águas são realmente azuis e contrastam com o escuro da gruta.

Lindas águas
Lindas águas

Mesmo sendo escuro lá dentro, as águas são tão claras que podemos ver até os habitantes marinhos com clareza.

As caravelas na água cristalina
As caravelas na água cristalina

O passeio é incrivel! Vale a pena mesmo, mas programe-se pois quando a maré sobe a entrada da Gruta fecha, então os períodos de visitação são bem alternados.

img_4104