Arquivo da categoria: Honolulu

Chef Mavro, mais do que top!

Sempre que possível, em viagens longas ou não, adoramos experimentar lugares e comidas novas. Adoro cozinhar (sou auto didata) e me empolgo muito com programas de culinária tipo Top Chef, Emeril’s, Masterchef…  Não que eu vá procurar só restaurantes de chefs famosos, sempre procuramos as melhores possibilidades de cada lugar.

Mas desta vez, estando em um destino tão especial, e em uma data tão sugestiva, resolvemos comemorar nossos 6 anos de casados em um restaurante estrelado. E não podíamos ter feito melhor escolha!

O Restaurante é do chef George Mavrothalassitis. Um chef premiadíssimo bem como seu restaurante Chef Mavro. Dentre os prêmios mais famosos ele ostenta um James Beard (o Oscar da culinária), entre os mais recentes destaques (de 2014), ele está entre os 40 melhores restaurantes dos Estados Unidos e único do Havaí pelo Gayot’s, e mantém seu título AAA Five Diamonds. Sua cozinha é definida  como regional havaiana influenciada pela Provença.

Como o restaurante é pequeno e era uma data especial, fizemos nossa reserva antecipada pelo site OpenTable, para o dia 08 de março de 2014 7:30pm.

Alguns minutos antes de nosso horário chegamos ao local e já fomos recebidos e encaminhados prontamente a nossa mesa. O lugar nos remete imediatamente ao clima de jantar romântico. A meia luz, os candelabros, a cerimônia dos garçons… Optamos pelo menu de degustação que é o mais típico do chef (na verdade já havia estudado o cardápio pelo site antes o que facilitou as escolhas).

IMG_1563

A sequência de 5 pratos podia ser acompanhada de alguns complementos acrescidos da diferença de valor, como a harmonização com vinhos, também acrescida de trufas em todos os pratos e em uma das opções substituir a carne oferecida por Wagyu (nossa escolha).Além destes alguns agradinhos extras do chef (ainda faltou uma foto de uma gelatina de champagne com mel para limpara o paladar)

Nossos pratos …

Amuse Bouche- Nairagui marinado no yuzu com anis
Vieiras a três modos

 

 

Image-1(2)
Snapper com pele de lagosta e espuma de raito (molho tipo provençal)
Creme de coco com gelado de maracujá e baunilha em várias texturas com caramelo
Creme de coco com gelado de maracujá e baunilha em várias texturas com caramelo
Agrado extra para acompanhar o café
Agrado extra para acompanhar o café

 

 

 

Nosso destaque com certeza é o Loco Moco, e foi neste prato que escolhemos o Wagyu. Dizem que este tipo de gado recebe massagens diárias para distribuir melhor sua gordura pelo corpo, que é alimentado com grãos especiais e até vinho e que ouve músicas clássicas… bom, se todos os itens são realizados não sei, mas a carne com certeza faz jus a sua fama de maciez! O prato é uma versão do típico local Loco Moco (arroz branco, com um bife de hambúrguer, um ovo frito e um molho de carne). Na versão do chef o ovo foi de codorna acompanhando as carnes com um bolinho japonês de arroz com batatas. Divino!

Wagyu Loco Moco
Wagyu Loco Moco

Nossa surpresa foi além, ao achar que estávamos acabando o jantar recebemos a gentileza de um bolinho de chá verde com baunilha maravilhoso!

Bolinho de Chá Verde

O restaurante não é barato, mas vale cada centavo. Então se alguém estiver pensando em passear por Honolulu, minha sugestão é que escolha uma noite de extravagância e se dê este presente, com certeza sua noite será mágica como a nossa.

 

Chef Mavro – 1969 King Street, Honolulu, Havaí

 

 

Honolulu é uma festa de sabores

Os restaurantes e bares em Honolulu formam uma lista invejável, com opções para todos os gostos e bolsos. Tem desde os famosos de rede como Cheesecake Factory, Hard Rock Cafe, Outback, Red Lobster, Bubba Gump, os pequenos restaurantes (quase portinhas) de Lamen, os estrelados como nosso adorado Chef Mavro, as praças de alimentação dos shoppings e malls e muito mais. Sem contar na quantidade de frutinhas que se pode comprar em pequenas porções (frescas ou secas), em saquinhos mesmo que caseiros ao visitar as praias menores ou caminhar pelo centro.

Como não poderíamos deixar de provar os pratos locais mais famosos, parti logo para um que havia lido e achado muito interessante, o Poke. é uma prato de peixe cru, cortado em pequenos pedacinhos, com cebola roxa, semente de gergelim e temperado com sal marinho, pimenta e óleo de gergelim. A aparência poderia até lembrar um ceviche, mas ele não tem limão. Eu amei o Ahi Poke, que é o preparado com atum, é muito leve e delicioso!!!

Ahi Poke
Ahi Poke

A predominância dos asiáticos na população trouxe muitas de suas delícias culinárias. Encontramos muitos pratos vietnamitas, tailandeses, chineses e japoneses. Juntando isso aos ingredientes locais como uma vasta gama de frutos do mar, condimentos, misturas agridoces, só podia ser de dar água na boca.  Até pratos não tão exóticos como um camarão a milanesa tem sua variação, é o Coconut Shrimp, que embora já tivéssemos provado em outros locais, lá foi muito mais saboroso por ser feito com o coco ralado em pedaços maiores envolvendo a mistura para empanar o camarão. Servido sempre com o molho thai agridoce e meio picante.

Coconut Shrimp
Coconut Shrimp

Um dos pratos que eu nunca tinha provado, de origem japonesa, o Ebi Tentama Don, ou Ebi ten-don. O “don”é de donburi, que seria uma tigelinha funda de arroz servida com algum molho e vegetais, carnes ou tempuras. O que eu escolhi é o arroz, molhado com um molho grosso mas suave (mais para um molhinho de carne),em cima tem um tempura de camarão com ovo acrescentado cru acima desta mistura e ele acaba sendo cozido pelo calor do prato que vem mais que fervente. Simples mas com um sabor inexplicável!

Ebi Tentama Don
Ebi Tentama Don

Os Ramen, ou Lamen, são talvez um dos pratos mais populares e fáceis de se encontrar. Em qualquer praça de alimentação, em restaurante típico, até no nosso hotel haviam dois restaurantes da especialidade. Eu até experimentei alguns,mas quem é mesmo fã deles é o Julian (meu marido). Ele experimentou o Miso Ramen, shoyu ramen e suas variações e não soube decidir qual seria o melhor.

IMG_1585
Miso Ramen

Até mesmo quando ficamos por nosso hotel, era difícil decidir por tantas opções deliciosas. As mais simples como as redes de pizzaria, tem suas versões mais havaianas. A do Round Table Pizza (que tinha no nosso hotel) era deliciosa, com um dos sabores com abacaxis e um molho vermelho de base agridoce.

Hawaiian Pizza
Hawaiian Pizza

E ainda para adoçar nossas lembranças, as populares bolachinhas em forma de abacaxis produzidas diariamente na ilha, Honolulu Cookie Company. Havia uma filial desta loja em nosso hotel, o que deixava impossível passar por perto, sentir o cheirinho de biscoitos fresquinhos e não comprar. Com embalagens pré prontas ou a granel, difícil é não carregar exageiros para o quarto depois de experimentar as amostras na loja. Claro que depois de inúmeras provas para tirar a dúvida ;) escolhi minha favorita, macadâmia com chocolate chips …derretem na boca!

Honolulu Cookie Company

Bom, seja pela praia, cenário estonteante ou pela comida já deu para perceber que o Havaí já recebeu nossos votos para ser chamado de paraíso !

 

Havaí, que saudades !

Este ano resolvemos comemorar nosso aniversário de casamento em um dos cenários de praia que eu tinha na minha lista de “próximos destinos”. Acho que desde muito pequena tinha muita curiosidade de conhecer o Havaí ou melhor Hawaii (até o som fica mais melódico e remete ao clima de lá) .Já tinha uma idéia de Ilha da Fantasia e dos filmes antigos de Elvis, por isso estava meio preocupada se minha experiência supriria minha expectativa. Imaginava todos andando de camisas floridas, leis (colar típico) para os turistas, havaianas dançando hula …

Antes de qualquer viagem sempre pesquiso muito, sobre tudo, melhores regiões, onde hospedar-se, o que não posso deixar de ver, hotéis, restaurantes, shoppings… acho a pesquisa da ida uma grande (e deliciosa) parte da viagem. Desta vez não foi diferente, comecei lendo sobre as principais ilhas para ver qual seria mais o nosso perfil e se valia a pena dividir nosso tempo entre muitos locais. Optamos por passar nossos 10 dias em Oahu, mais específicamente em Waikiki (Honolulu). Escolhemos esta ilha por ser a mistura entre o urbano e natural, com o visual que imaginava sem deixar o conforto de lado.

Hanauma Bay
Hanauma Bay

Bom, como a viagem é longa, decidimos fazê-la com escalas e stopover de forma a não ficar tão cansativa… Viajamos com a American Airlines (companhia que adoramos e inclusive retiramos a passagem através de seu sistema de pontos Aadvantage). Nosso vôo saiu de Navegantes (SC) à Guarulhos (SP) no sábado e de lá para Las Vegas (com escala curtíssima em Miami) chegando domingo pelo início da tarde. Isto porque Las Vegas já é um de nosso destinos mais que conhecido e adorado (com certeza farei um post), além disso estratégico para um parada para tomar fôlego novo. De lá saímos na terça de manhã e chegamos em Honolulu à noite (após escala em Los Angeles).Do aeroporto para o hotel fomos de transfer, sempre que há esta opção acho muito prático, até porque chegamos à noite e doidos para chegar no Hotel.

O Hotel escolhido foi o Hilton Hawaiian Village Waikiki Beach Resort. Este hotel realmente vale um post a parte! Foi uma escolha excepcional!!!O Resort é formado por um complexo de hotéis, vila de convivência, restaurantes, lojas, lojas de conveniências… sem contar nas inúmeras piscinas, natureza integrada e o acesso a parte mais linda de Waikiki! Escolhemos um quarto com vista para o mar já que estar em um lugar como estes exige que aproveitemos ao máximo cada dia curtindo a vista.-  Leia mais 

Vista do quarto
Vista do quarto

Honolulu é fantástica e deve-se fazer um roteiro do que se quer ver, senão nos perdemos só ficando na praia… A região é linda e de um turismo fácil já que pode agradar quem ama ficar ao sol e até mesmo quem não é muito de frequentar as águas. Afinal lá existe além dos tours típicos pelas famosas praias, uma infinidade de shoppings, malls, e restaurantes top. É de enlouquecer os melhores consumidores como eu ;)

IMG_1123

Nós resolvemos nos situar no hotel e centro no primeiro dia, afinal eu estava ansiosa demais em pisar naquela areia … Óbvio que não foi o suficiente para matar completamente minha vontade,mas já acalmou os ânimos.  No dia seguinte alugamos o carro para irmos até Pearl Harbor e as praias de North Shore. Para esta parte do passeio acho que vale a pena alugar o carro porque os horários ficam mais maleáveis do que numa excursão.

Pearl Harbor é um passeio muito bonito e que pode ocupar até mais dias de visita, tudo depende do quanto a pessoa quer conhecer de detalhes e passeios extras. Eu realmente gostei do lugar e traz todas aquelas aulas de história a tona, mas sou sincera em dizer que não fui a todos os navios, afinal as filas eram grandes e a história geral já saciava minha curiosidade.

Ancora do USS Arizona
Ancora do USS Arizona

De lá fomos rumo a North Shore. No caminho um dos passeios típicos e imperdíveis é conhecer a plantação Dole de abacaxis. É maravilhosaaa !!! Adorei conhecer um pouco sobre os tipos de abacaxis e plantações tão típicas de lá, e a lojinha com souvenirs e degustação é ótima.

 

IMG_0954 DSC00470

 

Seguimos pelo roteiro das famosas praias de surf do North Shore (sempre guiados pelo GPS, que já conta um breve resumo de cada local, o máximo!). Difícil dizer o que impressiona mais… Turtle Bay tem guias de preservação que ficam orientando os visitantes para preservarem as gigantes tartarugas que brincam nas ondas (bem até o raso) e que vão até ali colocar seus ovos. Waimea e Pipeline com certeza são o que se imagina ao ver as imagens de ondas gigantes, com tubos enormes e lotadas de surfistas esperando por sua vez de tentar “domar” alguma delas. O barulho chega a assustar ao ouví-las arrebentar ainda no meio do oceano. No caminho ainda contornando a ilha paramos em Kahuku (bem ao norte da ilha), lá é famoso pela produção de camarões. Na beira da estrada há vários pátios com traillers vendendo comidas, e o que ficou famoso pelas revistas de turismo foi o Giovanni’s. Experimentamos seu camarão mas o que eu gostei mesmo foi de um trailler com milho grelhado mergulhado na manteiga e for de sal ! O milho da região é mais adocicado, uma delícia!!!

IMG_1046IMG_0897

Continuamos nossa volta apreciando as praias menores e cenários de penhascos de cinema, nossa última parada foi o delicioso banho de mar foi nas águas calmas de Lanikai Beach, eleita uma das mais bonitas do mundo (e com toda razão). Ali vale passar dias inteirinhos!

DSC00549
Lanikai Beach

Seguindo viagem resolvemos deixar Hanauma Bay para o dia seguinte já que ali sabíamos que valia chegar e ficar sem pressa, e principalmente chegar pela manhã. Quando fomos para Hanauma, fomos de ônibus, que demorava uma meia hora para chegar mas ia praticamente direto do hotel até a praia. A reserva de Hanuma Bay é para fazer snorkle, nunca vi tantos peixes diferentes já no rasinho!!! Não há como descrever o lugar, não precisa nem querer nadar ou mergulhar para estar no convívio deles, simplesmente estonteante!

IMG_1232
Hanauma Bay

IMG_1233

 

Não vou descrever cada dia separadamente, afinal algumas atividades se repetem, mas a região do hotel é muito boa para fazer stand up, surf ou qualquer atividade aquática. Nós andamos muito com o bondinho que circula nas ruas principais, e vai desde o Ala Moana Shopping (enorme) até os principais hotéis. É prático e barato, só tem que escolher o certo, afinal muitos circulam só para os asiáticos (que são maioria não só da população local, como também dos turistas). Comemos em muito restaurantes legais (a  culinária local é excepcional) e inclusive num especialmente top, Chef Mavro, que já esteve inúmeras vezes entre os “10 mais” dos Estados Unidos e até do mundo… ele coleciona prêmios e títulos como o glamuroso James Beard! E foi lá que comemoramos nossos 6 anos de casados no sábado a noite.(vou dedicar meu tempo em um futuro post a este cardápio especial)

IMG_1582 IMG_1128

Uma das atividades mais típicas com certeza é o luau. Nós assistimos o do nosso Hotel. Já havíamos inclusive comprado no momento da reserva do hotel. O espetáculo é lindo e acompanhado de um buffet típico, e com a recepção perfeita, com leis!!!

IMG_1211

O destino não tem como não agradar! Fico até com pena porque com certeza logo vou notar que deixei de comentar algo imperdível,até porque não mudaria nada nos nossos dias lá. Era tudo que eu imaginava e mais um pouco. O cenário é de cinema, a mistura entre cidade e praia é na medida certa, hotel perfeito, experiências culinárias excelentes, dias lindos… um sonho realizado! Ah, e sim, as pessoas realmente andam de camisas floridas em todo lugar! Aloha Hawaii e até breve!